Dióxido de Titânio Anatase - 25 Kg, 20 Kg, 15 Kg, 10 Kg, 05 Kg e 01 Kg

Dióxido de Titânio Anatase

O dióxido de titânio é fabricado em duas formas cristalinas: Rutilo e anatase. O Rutilo possui uma estrutura atômica mais compacta que aponta um índice refrativo (maior opacidade) de 2.76 e estabilidade melhorada. Por esta razão, o Dióxido de Titânio rutilo preenche 80% das necessidades no mundo. A anatase, por outro lado, é mais suave, menos abrasiva e ainda é preferida em usos para alimentos, medicamentos e cosméticos.
O elemento Titânio é usualmente encontrado junto com o ferro na crosta terrestre em um óxido mineral chamado ilmenite (FeTi03) e em um outro mineral menos comum, que é chamado também de rutilo. Estas são as matérias primas deste pigmento branco. Minerais ferrosos com alto teor de titânio são processados para se obter ferro, e o material residual desse processo chamado de escoria, é então processado da forma descrita abaixo para produzir Dióxido de Titânio.
O Dióxido de Titânio se obtém principalmente a partir da escoria por meio de dois processos diferentes: sulfato e cloreto. A escória é tratada com ácido sulfúrico e, mais tarde, o sulfato de titanilo resultante é hidrolizado para formar um hidrato, que é calcinado a 1000ƒC para formar Dióxido de Titânio. Tanto o processo com cloreto quanto com sulfato produzem formas cristalinas de rutilo. Porém, o processo com sulfato produz Dióxido de Titânio anatase, a forma preferida para uso em alimentos, medicamentos e cosméticos.

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.

Características


    Confira os produtos